Linkbão Oi Torpedo Click Jogos Online Rastreamento Correios Mundo Oi oitorpedo.com.br mundo oi torpedos mundo oi.com.br oi.com.br torpedo-online Tv Online torrent Resultado Dupla Sena Resultado Loteria Federal Resultado Loteca Resultado Lotofacil Resultado Lotogol Resultado Lotomania Resultado Mega-sena Resultado Quina Resultado Timemania baixa-facil Link-facil Resultado Loterias

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Crítica: O Segredo dos Seus Olhos


No meio do caminho, havia uma pedra. Havia uma pedra no meio do caminho.” Quem pensa que o alemão A Fita Branca ganhará com facilidade o Oscar de melhor filme estrangeiro, precisa assistir o argentino O Segredo dos Seus Olhos.

O longa é dirigido por Juan José Campanella, diretor aclamado pelos filmes O Filho da Noiva (2001) e Clube da Lua (2004), e tem como protagonista Benjamin Espósito (Ricardo Darín, excelente), aposentado há alguns do Tribunal Penal, que resolve escrever um romance sobre o caso que mais marcou sua vida: o caso Morales, sobre o assassinato de uma jovem recém-casada.O caso foi engavetado após pouco tempo de investigação, mas Benjamin resolveu continuar a investigação, com a ajuda de seu colega de trabalho e bêbado nas horas vagas, Sandoval. Mal sabia ele que o esclarecimento dos fatos só viria à tona vinte e cinco anos depois, com o seu regresso à cidade.

Após vinte e cinco anos, Benjamin retorna ao antigo local de trabalho para mostrar à outra parceira de investigação daquela época – uma mulher bela e misteriosa, a qual ele não via desde que foi embora – os esboços do que seria seu livro, a fim de que ela aprove a história.

Contado em dois tempos que se alternam, muito bem definidos pela maquiagem dos personagens e pela composição dos cenários, o filme consegue equilibrar a tensão de um thriller com a intensidade de um romance inesquecível para o protagonista, sobrando ainda um espaço inicial para uma pitada de comicidade muito bem vinda.

Mesmo tendo como epicentro o personagem de Ricardo Darín, o roteiro não deixa de desenvolver muito bem os personagens que orbitam em torno dele. Sua relação com cada um – a colega de trabalho, o amigo e parceiro de investigação, o viúvo e o assassino – é forte o suficiente para deixar-lhe marcas profundas.

Este não é um filme apenas sobre um crime: é sobre um homem que nunca soube lidar com as pessoas que a vida lhe ofereceu, passou a vida perguntando-se “como se faz para viver uma vida vazia, cheia de nada” e só entregou-se à ela no final.

Existem filmes feitos para dar um “soco no estômago” do espectador. O Segredo dos Seus Olhos dá uma pancada no coração, com uma história instigante, um elenco excepcional, um roteiro espetacular e uma direção de fotografia que dá uma aula de decupagem e movimentação de câmera. O planossequência da perseguição ao assassino, durante o jogo de futebol, com cerca de dez minutos, é de um primor capaz de levar ao delírio qualquer um que entenda e que goste de um cinema bem executado.

Outro ponto interessante da fotografia é que ela foca muito nos olhos dos personagens, que inicialmente não dizem muita coisa, mas à medida que os segredos vão sendo revelados, os olhares tornam-se mais profundos e o sofrimento contido neles é explicado. Isso quando não inverte a situação e coloca o espectador no ponto de vista deles, com imagens subjetivas e desfocadas.

E depois ainda acham ruim o Brasil não conseguir vaga entre os indicados. O que é Salve Geral perto dos cinco indicados ao Oscar estrangeiro?

Se o cinema argentino é melhor do que o nosso, no geral, não posso afirmar. Mas que eles sabem escolher melhor os seus representantes, disso não tenho a menor dúvida.

Este filme marcou o meu ano e com certeza figurará entre os melhores. Maravilhoso!

Trailer:

(El Secreto de Sus Ojos, Argentina, 130 minutos, 2009)
Dir.: Juan José Campanella
Com Ricardo Darín, Soledad Villamil, Pablo Rago, Guillermo Francella, Javier Godino

29 comentários:

Rafael Carvalho disse...

Eu queria muito ter gostado mais desse filme. Na verdade, cheguei a pensar que estaria entre os melhores do ano para mim, mas a história vai mostrand suas fragilidades da metade em diante, vai ficando desinteressante. A relação entre os dois nunca me parece cosistente. Mas o Campanella continua escrevendo ótimos diálogos e aquela sequência no estádio é foda demais.

Amanda Aouad disse...

E eu na espera de que ele chegue a Salvador, queria vê-lo antes do Oscar...

Fred Burle disse...

Rafael, quais as fragilidades você vê na história? Eu acho exatamente o contrário. O roteiro tem o maior cuidado de reforçar a relação do protagonista com cada um dos que o cercam. Uma pena você não ter se envolvido o suficiente com o filme.
E a cena do estádio é sensacional, né?!

Amanda, que droga isso, hein?! Acho um absurdo os filmes menores demorarem tanto para estrear na maioria das cidades brasileiras. Ainda bem que estreou em Brasília há tempo do Oscar acontecer!

Mario Vivas, RJ. disse...

Prezado, acabei de assistir ao filme e sai de lá com um encantamento raro. ENtre muitas qualidades, é muito dificil interpretar uma personagem tão gente como a gente, tão mdesto, como Benjamim, com tamanha delicadeza e precisão. Ele, fragil e fraco, é um gigante na pele de Darin. Soledad Villamil, linda, ilumina os fotogramas em que surge, não com menos talento. A cena do interrogatorio de Izidoro é dela, com Darin perfeito e miudo fazendo sua 'escada'. Ainda quero acrescentar que Guillermo Francella, já meio alto, dissertando sobre a paixão a desaguar nos jogadores do Racing está ótimo, em um personagem importante e apaixonante como Pablo Sandoval. Enfim, os alemães que se cuidem dia 07, Campanella veio com tudo. Brilhante. Saudações.

anna k. disse...

Monsieur Burle, assisti ao filme e ainda palpita em mim a beleza. Estoy encantada!
O roteiro é muito bem construído, as interpretações são notáveis, o humor é imprescindível... E o amor celebrado.
Saí feliz, bem feliz em ver que a Sétima Arte cumpre seu mais bonito papel.
Beijos.

Fred Burle disse...

Mario e Anna, gostaram da vitória do filme no Oscar? Merecido, não?!
Que bom que vocês gostaram do filme tanto quanto eu!

Mario Vivas, RJ disse...

Fred, a vitória foi merecida. Que pena que não conseguimos, no Brasil, emplacar, sem politicagens, um filme que de fato concorra ao Oscar. É o principal prêmio da industria cinematografica (este tema, prêmios, é vasto e polêmico, deixemo-lo para outro momento). E aqui em casa nossa produção continua bissexta. Parabens à Argentina que, com isso, legará aos seus proximos filmes maior visibilidade, maior mercado, maior bilheteria, mais empregos etc...
Saudações.

Anônimo disse...

ler todo o blog, muito bom

Fred Burle disse...

Mario, concordo plenamente com você. É um orgulho que um filme sulamericano tenha ganho a estatueta e uma pena que o lobby não permita que tenhamos bons filmes candidatos ao Oscar, já que bons filmes o Brasil produz, só não têm, digamos, "costa quente". Obrigado pelo comentário!

Rodrigo Fortes disse...

Com um pouco de atraso, mas não menos emocionado, diria que não me recordo de alguma película que tenha me emocionado tanto nos últimos tempos. Gente, quanta perfeição! Confesso que revi o filme, coisa que não faço de maneira alguma. Em conversas con mis hermanos argentinos percebe-se claramente que para se ter um bom cinema é preciso que se tenha uma boa via de instrumentalização da arte. Buenos Aires aumentou as faculdades de cinema, o número de vagas oferecidas para os cursos e o interesse pela exposição de filmes nacionais. E a isso se alia a alta capacidade crítica que a sociedade "porteña" adquiriu ao longo do tempo. Eu concordo com todas as suas palavras Fred. Sem tirar nem pôr. Um filme inteligente e que consegue jogar no mesmo caldo humor, drama e romance, sem que nenhum destes perca a sua magia.
abraços

Fiu disse...

Fred, concordo contigo. O que é Salve Geral perto desse belíssimo filme? Excelente fotografia, roteiro, atuações e direção. Campanella é muito bom, mais um filme dele nos meus tops de melhores filmes, junto com O Filho da Noiva é claro.
Não vi os outros indicados a melhor filme estrangeiro, mas esse filme pra mim com certeza mereceu a estatueta.
E também não posso afirmar que o cinema argentino é melhor que o nosso, mas que eles tem dado indicado bons filmes, isso sim. Acho que já tá na hora de pararem de indicar filmes nacionais que envolvam tráfico de drogas, favelas, sem histórias realmente boas. Parece que o comitê indicatório quer um novo Cidade de Deus.
Mas enfim, valeu mesmo a ida ao cinema e parabéns pela crítica.



PS: E que planosequêcia

isabel disse...

Que filme lindo!! Que personagens humanas! Pura poesia... Achei super forte o filme evidenciar a ligação profunda que fica entre agressor e vítima e como o Benjamim respeitou isso no final e tocou finalmente sua vida. Lindo, humano!! Bj. Fred!

Fred Burle disse...

Rodrigo, você falou e disse. Nosso cinema é muito bom também, mas precisa do incentivo (que inicia-se na educação) que os argentinos têm.

Fiu, assista os outros indicados também. São muito bons! A grande diferença, como eu disse, está na escolha do que os representa mundo afora. Um dia a comissão do MinC acorda para a realidade.

Isabel, é muito lindo o filme, né?! Emocionante. Um beijo!

Bruna Paiva de Lucena disse...

"el segredo de sus ojos" já está na minha lista de melhores filmes de todos os tempos. como o passado pode fazer parte de nós, mesmo que no subsolo de nossas existências, de uma forma tão incontrolável e inexorável?! esse filme nos deixa repletas de questionamentos e aporias. coisa linda e rara demais!

Mr. Dalloway disse...

Vai pra categoria "Melhores do Ano"!

E sou implicante, é frustrante saber que os argentinos estão na nossa frente em relação a cinema.

Fred Burle disse...

Bruna, a presença deste filme nas minhas listas de melhores também é garantida! E põe aporia nisso! Bruna também é cultura! =)

Mr Dalloway, não acho o cinema argentino melhor do que o nosso. Eles só sabem escolher melhor o que os representa fora de lá.

História - Castelo Branco disse...

Esse filme é maravilhoso! Um dos melhores filmes que eu já vi.

Fred Burle disse...

História (Professor William?), como você pôde ler, eu concordo contigo!

Celina disse...

Acabo de voltar do cinema e resolvi entrar na net para ler mais sobre esse magnífico filme argentino, que merecidamente ganhou o Oscar. O custo modesto, se comparado às megaproduções hollywoodianas, em nada prejudicou o incrível resultado que vemos na tela. Sinto-me orgulhosa por um filme sul-americano ter levado a estatueta na categoria de melhor filme estrangeiro, coisa raríssima, quase impossível. Cinema da melhor qualidade! BRAVO!

Fred Burle disse...

Celina, para você ver como qualidade nada tem a ver com dinheiro. O roteiro deste filme supera qualquer dificuldade tecnológica, o que nem é o caso, já que o longa tem sequências técnicas brilhantes, como o planossequência do campo de futebol.
Abraço!

Diego disse...

Soy Argentino y me alegra mucho que les haya gustado la pelicula, el cine sudamericano es uno de losmejores del mundo porque en sudamerica hacemos mas con menos, y esta pelicula es un gran ejemplo de como hacer una pelicula que le guste a todas las audiencias.

saludos a todos los primos brasileros :)

Fred Burle disse...

Diego, que ótimo ler o seu comentário! Creio que, ao contrário do futebol, no cinema nós sulamericanos gostamos muito do trabalho uns dos outros, por sermos tão parecidos em termos de produção.
Saludos para ti también y sea muy bienvenido!

daniela disse...

ME EXPLICA O FINAL!!!!

Fred Burle disse...

Daniela, não posso dar spoiler aqui, né?!
Que tal se você assistir de novo? O filme é tão bom que nem vai doer!

Abraço

Karen disse...

Depois de muito tempo resolvi comprar "O Segredo dos seus olhos" fiquei encantada comovida e com um intenso brilho nos olhos kkk O Ricardo Darín é sem dúvida o alter ego do diretor Campanella, nossa que ator admirável, eu pude ver amor em seu olhar que a cada cena ficava mais brilhante, um belo filme com uma fotografia primorosa, além do roteiro ter me fascinado e o final foi aterrador rsrs

Fred Burle disse...

Karen, quanta maravilha! Que bom que gostou.

Jonathan disse...

É um ótimo filme um dos melhores que eu já assistir na minha vida, e olha que eu já assistir muitos filmes é como o Fred Burle disse da uma pancada no coração de quem assistir, claro depende da pessoa que assistir más o que mais me comoveu foi o roteiro (caralho) que roteiro, eu estou fazendo um curso de roteiro de cinema, de pois que eu assistir esse filme me ajudou muito como ver um bom e roteiros e como cria um bom roteiro a direção também é muito boa fascinante. Valeu Fred Burle pela oportunidade de comentar

Fred Burle disse...

Jonathan, o filme tem este poder de tocar as pessoas, mesmo. Mas posso te dar uma dica: se você quer começar a escrever roteiros, é bom tomar cuidado com a gramática e a ortografia, senão quem for produzir/dirigir suas histórias pode deturpar todas as suas intenções... No mais, boa sorte!

divdeo disse...

O filme é maravilhoso... concordo com todos os elogios feitos aqui.

Agora, um comentário quanto ao futebol, Fred, por mais que exista rivalidade, isto não significa que não possamos admirá-los (e vice-versa) também neste aspecto... tem como não ser fã do Messi??

Postar um comentário

Concordou com o que leu? Não concordou?
Comente! Importante: comentários ofensivos ou com palavras de baixo calão serão devidamente excluídos; e comentários anônimos serão lidos, talvez publicados, mas dificilmente respondidos.

 
Linkbão Oi Torpedo Click Jogos Online Rastreamento Correios Mundo Oi oitorpedo.com.br mundo oi torpedos mundo oi.com.br oi.com.br torpedo-online Tv Online torrent Resultado Dupla Sena Resultado Loteria Federal Resultado Loteca Resultado Lotofacil Resultado Lotogol Resultado Lotomania Resultado Mega-sena Resultado Quina Resultado Timemania baixa-facil Link-facil Resultado Loterias