Linkbão Oi Torpedo Click Jogos Online Rastreamento Correios Mundo Oi oitorpedo.com.br mundo oi torpedos mundo oi.com.br oi.com.br torpedo-online Tv Online torrent Resultado Dupla Sena Resultado Loteria Federal Resultado Loteca Resultado Lotofacil Resultado Lotogol Resultado Lotomania Resultado Mega-sena Resultado Quina Resultado Timemania baixa-facil Link-facil Resultado Loterias

quarta-feira, 8 de julho de 2009

Rumba

“A dog!” - ensina a esguia professora de voz imponente (só a voz) aos seus alunos. Pela janela da sala, vê-se outra turma tendo aula de educação física no pátio do colégio, com o desengonçado Dom. O sinal toca e a manada de alunos sai em disparada para casa. Há um momento de silêncio. Alguns segundos de silêncio, câmera estática no mesmo plano pelo qual passaram as crianças e de repente, outra manada: a dos professores do colégio, histéricos de felicidade com o fim do expediente. Ficam na escola somente os dois professores apresentados anteriormente. Tiram as roupas de trabalho e por baixo delas, uma roupa colante, de dança. Começa então o ensaio do casal para um concurso de rumba.

O número musical é de chorar de rir. Os passos executados são precisos, mas o físico muito magro de ambos torna seus movimentos desengonçados, conferindo toda graça à cena. Depois dessa, ainda virão alguns outros números, todos compondo os melhores momentos do filme (destaque para a dança das sombras, que saem dos corpos dos dois e projetam seus passos num muro, muito bonita).

Os dois ganham o concurso, mas toda a alegria é interrompida quando eles sofrem um acidente de carro, ao tentar desviar de um suicida. O acidente deixa sequelas: ele, desmemoriado e ela, com uma perna amputada. Segue uma sucessão de eventos tragicômicos, imbuído de uma teatralidade típica dos filmes de Jacques Tati (quem não o conhece, clique no link, pois sua obra merece ser conhecida) e por vezes do humor mudo e escrachado de Mr Bean (para mim, a má influência do filme, apesar de não achá-lo ruim).

O filme inteiro é constituído de planos estáticos (exceto a primeira cena musical, que capta o casal circularmente), geralmente com enquadramentos teatrais, inclusive com a contribuição de cenários semicubistas, ainda invocando a arte de Jacques Tati. O trio de diretores usa de elipses para ligar uma cena a outra, como o apagar e acender de luzes, muito interessante, que faz a hora passar, sem precisar de cortes na edição.

Rumba é um filme de comédia corporal, quase sem fala, cheio de charme e tipos estranhos, mas que peca por explorar demais o humor escrachado. Os ótimos tipo apresentados tornam-se seres burros e patetas, com momentos de idiotice que não combina com eles, já que em momentos anteriores eles demonstram ser apenas inertes ao que acontece ao seu redor, mas são inteligentes, afinal, são professores! Depois de certo momento, a paciência com cenas exageradas esgota-se e o filme torna-se boboca.

Mas ainda assim, vale a pena pela criatividade na linguagem utilizada, pelos ótimos atores protagonistas (que também assinam a direção, produção e roteiro) e pelas cenas hilárias que contém.

Digamos que é um filme que chamo de “growing on me”, ou seja, durante a sessão repara-se em vários defeitos, mas depois as qualidades os sobrepõem e a impressão de que é um filme bom vai crescendo.
Trailer

video




Rumba

(idem, França/Bélgica, 77 minutos, 2008)

Direção, roteiro e produção: Dominique Abel, Fiona Gordon e Bruno Romy

Com Dominique Abel, Fiona Gordon e Phillipe Martz


Nota 6,5

4 comentários:

Kamila disse...

Eu perdi a chance de ver "Rumba" quando ele passou aqui em minha cidade.

Rafael Carvalho disse...

Nossa, Fred, você falou de uma coisa que também vi no filme: a idiotização dos personagens em prol de uma cena, para torná-la mais "engraçada". Concordo plenamente contigo, não combina com os personagens. E a beleza do filme vai se esvaindo da metade para o fim, muito embora o tom cômico para situações trágicas é bem construído. A cenas no hospital, por exemplo, são excepcionais. Pena que o filme todo não seja assim.

Fred Burle disse...

Não tenha remorso por isso, Kamilla. O filme terá o mesmo efeito em dvd, com a vantagem de que poderá passar as partes chatinhas! rsrs

Fred Burle disse...

Pois é, Rafael.
Tinha um potencial enorme para ser um filme inovador e engraçadíssimo, mas ficou só engraçadinho e mais um na multidão...

Postar um comentário

Concordou com o que leu? Não concordou?
Comente! Importante: comentários ofensivos ou com palavras de baixo calão serão devidamente excluídos; e comentários anônimos serão lidos, talvez publicados, mas dificilmente respondidos.

 
Linkbão Oi Torpedo Click Jogos Online Rastreamento Correios Mundo Oi oitorpedo.com.br mundo oi torpedos mundo oi.com.br oi.com.br torpedo-online Tv Online torrent Resultado Dupla Sena Resultado Loteria Federal Resultado Loteca Resultado Lotofacil Resultado Lotogol Resultado Lotomania Resultado Mega-sena Resultado Quina Resultado Timemania baixa-facil Link-facil Resultado Loterias